Kinvo Artigos

3 elementos simples para montar uma boa carteira de ações

Como montar uma boa carteira de ações?

Compartilhe essa publicação

Como montar uma boa carteira de ações? Essa é uma pergunta que pouca gente se faz ao montar uma alocação em renda variável. De modo geral o procedimento é chegar e selecionar empresas, sem qualquer questionamento dos fundamentos de uma boa carteira de investimentos.

Se você acha que montar um portfólio de ações é somente selecionar de 5 a 10 ativos e aguardar o longo prazo, esse texto é para você. Montar uma boa carteira é muito mais do que fazer Stock Picking (processo de selecionar ações e aguardar a sua valorização), até ousaria dizer que tentar fazer essa seleção é a pior coisa que o investidor comum pode tentar.

Como montar uma boa carteira de ações?

perfis de investidores

Em geral, são dois perfis de investidores em ações:

Agressivo

Aquele que irá buscar cerca de 2 a 5 ações, com “preço baixo” e a promessa de ficar rico rápido. Esse preço não tem qualquer relação com o valor de uma empresa e sim preço nominal mesmo, no geral ações com preço inferior a R $10,00.

Conservador

Aquele que irá vai buscar empresas que ele já ouviu falar. Se tiver uma “oportunidade” em uma empresa desconhecida, vai preferir ficar de fora e comprar aquela ação que ele já conhece a marca.

Analise no âmbito profissional

Quando vamos analisar no âmbito profissional, a forma de investir é completamente diferente. Podemos citar duas formas de tomada de decisão:

Top-Down

A estratégia Top-Down consiste em analisar primeiro o cenário macro e ir descendo até o micro. Ou seja, observar como está o mundo, economia, tendências, após uma visão geral, buscar os setores mais interessantes e a partir deles, as empresas.

Bottom-Up

Na visão Bottom-Up o importante são empresas boas, analisar primeiro o micro e depois ascender para o macro. Então pouco importa se vamos ter recessão ou se outro setor tem uma perspectiva melhor, se compra empresas boas e ponto final.

Tríade da Aposentadoria: 3 elementos para montar uma boa carteira de ações

guia básico para investir em ações

O ponto é que a grande maioria dos temas abordados na internet são com relação a stock picking e não a construção de uma carteira. O portfólio é o seu principal ativo, as ações que fazem parte dele não são mais importantes que o todo.

O investidor tem que entender, que o jogo não é ficar estudando para saber se vai comprar as ações da Petrobras ou do Itaú, e sim, que vai comprar uma ação para montar um portfólio resiliente e vencedor no longo prazo. O stock picking para o investidor comum em sua grande maioria das vezes é um jogo de sorte e não podemos deixar o nosso futuro na mão da aleatoriedade.

Criei um método que auxilia os investidores comuns a montar uma boa carteira de ações. Eu o chamo de a Tríade da Aposentadoria, são 3 elementos que você precisa ter em sua carteira de ações, para garantir um bom resultado no longo prazo.

Se você realmente entender esse conceito, você vai sair da manada, desse jogo de ficar buscando qual a melhor ação da vez. Ninguém sabe do futuro e ninguém sabe qual vai ser a melhor ação da bolsa no ano seguinte, mas através desse método as suas chances no longo prazo aumentam. Você vai jogar o jogo para dar certo, que é bem diferente daquele de tentar achar a bola da vez.

1. Ações de qualidade

O primeiro elemento da Tríade da Aposentadoria são as ações de qualidade. São os ativos que vamos que serão mais resilientes a qualquer cenário, são empresas com lucros constantes e baixo endividamento. Esse tipo de ação tem uma previsibilidade maior dos seus resultados e consequentemente tem uma volatilidade menor.

Não é difícil identificar esse tipo de ativos, no geral são empresas que todo mundo gosta e que consegue performar em qualquer cenário. Pode ser queda de juros, recessão, briga política, nada disso interfere nos seus resultados.

Esse é o tipo de ação que o Warren Buffett gosta, ações que não vão trazer muita emoção para a sua carteira. Todo mundo precisa ter esse tipo de ação no seu portfólio, pois essas ações sempre criam valor no longo prazo e normalmente tem menos volatilidade que as outras ações, por isso vai te dar um pouco mais de conforto em carregá-las por anos.

São as ações que vamos ficar casados, vamos ficar com elas por cinco anos, dez anos ou até mais. O ponto é que esse tipo de ativo não vai estar no jornal e nas notícias, pois geralmente não tem muito o que falar ou novidades. Quem está procurando o jogo de dar certo no longo prazo, tem que ter esse tipo ações em sua carteira.

2. Ações quentes

O segundo elemento da Tríade da Aposentadoria são as ações quentes. Essa é a categoria da emoção, aqui tem volatilidade e a possibilidade de errar é maior. As ações quentes são as ações temas da bolsa, uma hora o mercado vai dar mais valor para as ações de commodities, outra hora vai ser de varejo e por aí vai. Sempre o mercado vai supervalorizar algum tipo de ação. Sempre foi assim e sempre será.

É nesse segmento que as nossas empresas vão estar nos noticiários, dicas na internet, torcida organizada de ação, entre todas as coisas que existem nesse mundo virtual.

Aqui podemos ter empresas ruins! Exatamente isso que você leu! Eu demorei bastante tempo para aceitar esse conceito de investir em ações quentes. Depois de alguns estudos, identifiquei que perdi muita oportunidade, por ficar o tempo todo procurando “valor”, quando o mercado não estava atrás de valor e sim do tema do momento.

Essas são as ações que eu gosto de falar que é um namoro, podemos ficar 3 meses, 6 meses e até quem sabe 2 anos. Ter uma parcela na carteira focado nas ações quentes, foi a melhor coisa que poderia ter feito em minha carteira nos últimos anos. Outro ponto importante de falar de ações quentes, é uma seleção bem diversificada, afinal vamos errar mais aqui, porém os ganhos dos acertos irão compensar as perdas.

Agora que já falei de dois elementos da tríade, fica mais fácil compreender a ideia de montar uma carteira. Você não fica perdendo tempo querendo saber se vai comprar a ação

da Via Varejo ou do Mercado Livre, você vai comprar o que a sua carteira está precisando no momento. Lembre que a composição é mais importante do que qualquer ativo nela.

3. Caixa

Agora vamos falar do último e mais importante elemento da Tríade da Aposentadoria: o caixa. Esse é o oxigênio do longo prazo, sem ele sua carteira vai ser um fracasso. Não tem para onde correr, vamos ter volatilidade, crises e resultados ruins. Eu não tenho qualquer poder de previsão do futuro, mas posso afirmar que suas ações vão cair – e muito – em algum momento no futuro.

O que vai separar os bons investidores dos ruins, é o seu oxigênio, é o seu caixa. O conceito é bem simples: quando o mercado cair, você vai ter dinheiro para comprar mais ações e é só isso.

Comprar ações em momentos de queda vai trazer um resultado muito superior a sua carteira e vai acelerar a sua aposentadoria.

No Brasil, com o cenário de juros e inflação alta, não existe desculpa para não ter um bom percentual em caixa. Só o rendimento da Selic e do IPCA no Brasil, já é suficiente para te dar fôlego e usar seu caixa em qualquer crise que o mercado passar.

Eu gosto de ter em caixa pelo menos três tipos de ativos:

  • juros
  • inflação
  • dólar

 

O seu oxigênio precisa ter esses três elementos para ficar completo. Através dos juros vamos ter um retorno garantido em qualquer cenário do mercado. Os títulos atrelados à inflação irão te proteger em cenários de alta inflação, além de aumentar o seu caixa quando a Selic cair, pois a marcação a mercado vai valorizar os seus títulos, mantendo um equilíbrio entre a relação Ações x Caixa.

O dólar tem o papel de proteger em crises, a tendência normal da crise é uma desvalorização do real e a valorização de uma moeda forte, ter o seu caixa valorizando em um cenário de queda das ações é um baita diferencial para poder comprar mais ações.

O objetivo da Tríade da Aposentadoria é fazer a sua carteira dar certo, aplicando o método, sem dúvida alguma, você vai aumentar as suas probabilidades no longo prazo. Sem depender de acertar a ação da vez, de não ter caixa em cenários de crise e proteger o seu patrimônio da inflação.

Montar uma carteira com o modelo da tríade, vai te levar para outro patamar no mundo dos investimentos. Você vai depender cada vez menos das coisas que você não pode controlar.

O jogo das ações, tem que ser jogado para dar certo. O seu dinheiro que você teve tanto trabalho para conseguir, não pode depender daquela dica na internet. O seu futuro não pode depender da aleatoriedade do mercado e é por isso que a tríade funciona, porque ela te leva para a rota que tem a maior probabilidade de dar certo.

Texto por: Alan de Oliveira, Especialistas em Ações

Alan possui mais de 15 anos de experiência no mercado financeiro, já atuou como broker, analista de valores mobiliários e atualmente é diretor de risco.

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar