Kinvo Artigos

Bolsa de Valores para iniciantes: dicas quem está começando

Bolsa de Valores para iniciantes: dicas quem está começando

Compartilhe essa publicação

A bolsa de valores para iniciantes? Será que é o ambiente certo para mim? Bem, o volume de investidores na Bolsa está crescendo cada vez mais e está chegando a números nunca antes atingidos no Brasil.

Por isso, Beto Assad, analista técnico de ações e consultor de mercado financeiro do Kinvo, analisou esses números e deu dicas muito importantes para quem está entrando agora na B3 e quer investir melhor.

Confira a nossa entrevista com Beto.

 

Bolsa de Valores para iniciantes: nos últimos anos, o número de pessoas físicas na Bolsa de Valores aumentou significativamente. Pensando nos novos investidores, qual é a dica para os recém-chegados na B3 quanto ao acompanhamento de seus investimentos?

Pensando na bolsa de valores para iniciantes, acho que a principal dica, antes mesmo do acompanhamento dos investimentos, é estudar muito.

Vejo muita gente despreparada hoje em dia aplicando recursos diretamente em ações sem entender muito o funcionamento do mercado e pior, montando posições com base apenas em notícias ou dicas de conhecidos. Sem estudo ou nenhuma técnica de investimento, viramos passageiros de nossas decisões e ficamos dependentes demais do fator sorte.

Uma vez que já se tenha conhecimento sobre o mercado e a ação na qual se deseja investir, uma boa maneira de acompanhar os investimentos, principalmente se for a longo prazo, é acompanhando sua evolução no começo e no fim da semana. Não vejo a necessidade de se olhar diariamente, pois a volatilidade do dia a dia pode levar o investidor a tomar decisões precipitadas. Também sugiro que se leia todos os dias as notícias do cenário econômico que possam afetar o investimento escolhido.

 

Por que é importante acompanhar de perto os investimentos realizados?

O motivo é simples: mudança de rota. Temos que aprender a reconhecer quando um investimento não está indo conforme nossa expectativa e, se necessário, mudar, buscando melhores alternativas para o nosso perfil.

 

Durante a pandemia, qual a recomendação para os diferentes perfis de investidor (conservador, moderado, arrojado) para que se tenha uma carteira saudável e equilibrada?

Independente do perfil, sigo bastante a máxima da diversificação. Para o conservador, uma maior concentração em ativos sem risco. Para o arrojado, o contrário. Mas a grande recomendação que vale para todos é para ter consciência de que na renda variável momentos de crise trazem muito mais volatilidade para o mercado.

Portanto, se a carteira é de longo prazo, resistam à tentação de realizar grandes prejuízos durante momentos de realização do mercado. Estes momentos geralmente se configuram em grandes oportunidades para os mais pacientes. Claro que me refiro, nestes casos, a papéis de boa qualidade que estejam passando por este momento pontual da pandemia, e não a empresas que já estão ruins das pernas há algum tempo.

 

Quais os riscos para o investidor que não acompanha suas aplicações? O que isso pode gerar no curto/médio prazo?

O maior risco é de se perder o “timing” para a realização de lucros extraordinários ou para fazer a correção de rota, como comentei anteriormente.

Quem não acompanha seus investimentos, mais uma vez, vira passageiro dos acontecimentos. Temos que atuar como legítimos gestores de nossas carteiras e não deixá-las ao acaso. Quem deixa uma carteira de investimento abandonada à própria sorte não tem o direito de reclamar quando as coisas dão errado.

 

Com o dinamismo do mercado financeiro, qual o tipo de acompanhamento ideal? Há uma indicação de horário, quantidade de vezes no dia?

Pra quem realmente deseja acompanhar diariamente, vejo o horário de abertura e próximo ao horário de fechamento da Bolsa como horários mais interessantes. Também vale a pena dar uma olhada quando alguma notícia extraordinária atinge o mercado.

 

Bolsa de Valores para iniciantes: há alguma outra informação que deseja destacar sobre o tema?

Mais uma vez, estude muito para que você seja um condutor ativo de sua carteira de investimentos e faça tudo de maneira racional. Não adianta acompanhar sua carteira diariamente se você não faz a menor ideia do que fazer nos momentos de adversidade.

 

Você também pode se interessar por:

 


O Kinvo ajuda os investidores a ter mais controle sobre a sua carteira e tomar decisões assertivas para sua vida financeira. Crie sua conta no Kinvo agora.

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar