Kinvo Artigos

Cannabis: o que ela tem a ver com a diversificação da sua carteira?

Investimento em cannabis

Compartilhe essa publicação

Entenda tudo sobre investimentos em cannabis

Será que a Cannabis tem potencial de investimento? É legal?

Antes de tudo, queremos dizer ao nosso caro leitor que este é um daqueles artigos que o próprio título pode fazer muitas pessoas mais conservadoras (no sentido cultural, não de investimento) torcerem o nariz e não lerem até o final.

É uma pena se isso for o seu caso, pois o texto trata de um assunto sério que pode trazer benefícios a longo prazo para investidores.

Por isso, convido você a ler até o final e entender como o mercado da cannabis pode ser promissor sem ser nada “imoral”.

 

Indústria legalizada e em franco crescimento

A indústria da cannabis legalizada está em franco crescimento em todo o mundo, seja nos países onde o uso recreativo é permitido, seja onde seu uso é liberado apenas para fins medicinais.

É estimado que o setor irá movimentar mais de US$ 50 bilhões por ano até 2026.

Dessa maneira, como todo novo segmento que se estabelece no cenário econômico, existem boas possibilidades de ganho para investidores que possuam mente aberta e desejam investir num mercado promissor.

No entanto, como em qualquer investimento de renda variável, atente-se aos riscos e saiba da grande volatilidade que o setor oferece no momento.

 

A cannabis em uma visão política

Dentro de toda a polêmica que envolve o assunto, no Brasil está autorizado, desde o início de junho deste ano, o plantio da cannabis para utilização:

  • medicinal
  • veterinária
  • industrial
  • científica.

Devemos lembrar que o projeto ainda precisa passar no Senado, podendo ser vetado.

Isso acaba sendo um contrassenso, vamos explicar melhor:

medicamentos à base de canabidiol podem ser importados ou produzidos no país, mas ainda não se pode, de forma definitiva, produzir a matéria-prima.

Ou seja, ela precisa ser importada e acaba saindo bem mais cara.

Logo, os investidores devem ficar muito atentos ao cenário político, que pode ainda atrapalhar o estabelecimento mais concreto do setor no país.

Assim, uma maneira de diversificar sua carteira e se inserir nesse mercado sem correr os riscos regulatórios que ainda existem no Brasil, é aplicando no setor fora do País, onde a regulação já está mais avançada.

 

Tipos de investimentos: Fundo Cannabis Ativo

É neste contexto que surge o Fundo Cannabis Ativo FIM* no banco BTG Pactual digital.

Como o próprio nome indica, ele é um fundo de investimentos com gestão ativa, que tem na sua carteira algumas das maiores empresas do setor que atuam nas mais diversas áreas da promissora indústria canábica.

É uma boa alternativa aos fundos que investem apenas em ETFs (fundos de índices) de cannabis e possuem uma estratégia passiva.

Chama a atenção o baixo valor de aplicação inicial (R$ 100), além da ausência da taxa de performance e uma taxa de administração de apenas 0,72% ao ano.

De qualquer maneira, é importante que o investidor conheça o prospecto do fundo e o leia atentamente para entender quais são os tipos de risco.

Na dúvida, também vale a pena buscar informações com especialistas para entender se o produto se adequa ao seu perfil.

Em todo caso, tenha em mente que os fundos de renda variável são produtos para longo prazo.

Assim, tentar ficar “surfando” pequenos movimentos que o fundo venha a fazer pode ser contraproducente e não levar a lugar nenhum, haja vista que seu resgate acontece 12 dias após o cliente fazer a solicitação de retirada.

 

E então?

Essa informação é para que o investidor entenda que é difícil ficar fazendo aportes ou saques para cada notícia nova que é veiculada na mídia.

Portanto, se o investidor acredita no setor, deve estar preparado para a volatilidade típica desse mercado.

Dessa forma, é interessante e só fazer o resgate em caso de necessidade ou por não acreditar mais que o setor possa se valorizar.

Agora, que tal diversificar a sua carteira com um potencial de lucratividade acima dos fundos convencionais? Clique aqui para investir no Fundo Cannabis Ativo FIM no BTG Pactual digital.

*Este artigo não é uma recomendação de compra

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar