Kinvo Artigos

Entenda o que é a taxa Selic e saiba o seu impacto na economia.

O que é a taxa selic e seu impacto na economia.

Compartilhe essa publicação

O que é a Taxa Selic? Entenda como os juros do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia influenciam nos seus investimentos e na economia.

o que é a taxa Selic e como ela impacta na economia.

O brasileiro tem revisto a relação com suas dívidas e investimentos. Isso tem acontecido devido à popularidade que a taxa Selic vem ganhando de uns meses pra cá. Os sucessivos recordes e histórico de quedas têm chamado a atenção desde o devedor de pequenos empréstimos até assíduos investidores. Mas o que de fato é a Selic e por que ela é tão importante para a economia?

 

Vamos começar pelo básico: o que é a Taxa Selic? 

Ela é a sigla para Sistema Especial de Liquidação e Custódia, ou seja, um sistema utilizado pelo Banco Central para controlar a negociação de títulos públicos federais. Com isso, a taxa Selic é calculada por meio da taxa média das operações de financiamento por um dia, tendo como lastro esses títulos. A taxa Selic representa, na prática, a remuneração das grandes instituições financeiras nas operações com títulos públicos e, por isso, ela se tornou a principal taxa de juros de referência no Brasil.

 

Quem define a Selic? 

Essa definição ocorre nas reuniões do COPOM, ou Comitê de Política Monetária do Banco Central, que tem como principal função a implementação da política monetária do governo, definindo as metas de inflação e taxa de juros. A definição é fortemente influenciada pela inflação e evolução do PIB (Produto Interno Bruto) do país. Por exemplo: o Banco Central tende a subir a taxa quando a inflação está mais alta do que o desejado e tende a diminuí-la quando o desempenho do PIB está abaixo do esperado. Além desses dois fatores, muitos outros são colocados em pauta quando ocorre a discussão da Selic.

 

Pode ser dividida em dois tipos:

  • A Selic Over é a taxa de juros utilizada no empréstimo entre bancos, usando como garantia os títulos públicos comprados do governo.
  • Já a Selic Meta é a taxa básica da nossa economia, servindo de base para todas as outras taxas praticadas no mercado.

 

A influência da Selic

É muito importante entender como a Selic influencia nos investimentos em renda fixa. O Tesouro Direto (títulos públicos), a poupança e CDBs, por exemplo, sofrem essa interferência vigorosamente. Veja o caso do Tesouro Selic, um dos títulos públicos disponíveis: a sua rentabilidade será calculada exatamente pela variação da taxa.

 

Outro exemplo é a poupança. A rentabilidade pode variar de acordo com o valor vigente da Selic da seguinte maneira:

  • Quando a SELIC está maior que 8,5% ao ano, a poupança terá rendimento de 0,5% ao mês + a TR (taxa referencial);
  • Quando está menor ou igual a 8,5%, a poupança terá um rendimento referente a 70% da taxa SELIC do período.

No caso dos CDBs oferecidos pelos bancos, é utilizada como remuneração uma porcentagem do CDI, que nada mais é do que a Selic Over explicada anteriormente. Logo, quanto maior a Selic, maior os CDIs e maior o rendimento destes tipos de investimento.

Por fim, mas não menos importante, temos a influência da Selic sobre as dívidas. Como esta taxa é a referência para os bancos, quanto menor ela estiver, menor tende a ser a taxa de juros praticada por estas instituições quando atuam no mercado de crédito. Portanto, caso possua alguma dúvida, fique atento para renegociá-la em caso de quedas regulares da taxa Selic.

Gostou dessas informações? Para acompanhar seus investimentos, conheça a Plataforma Kinvo Free!

 

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar