Kinvo Artigos

REITs: o que são, como funcionam e por que investir?

REITs o que são, como funcionam e por que investir

Compartilhe essa publicação

Investir no mercado imobiliário dos Estados Unidos é possível — e não exige que você adquira um imóvel no país. Por isso, é interessante conhecer o que são REITs e quais oportunidades eles oferecem para a sua estratégia de investimento.

Ao compreender quais são as características desses ativos e o que eles podem oferecer, fica mais fácil definir se vale a pena incluí-los em sua carteira. Ademais, você deve saber como fazer os aportes — que podem acontecer de maneira direta ou indireta, sem sair do Brasil.

A seguir, descubra o que são os REITs e veja como investir nessas oportunidades do mercado americano!

O que são REITs e como eles funcionam?

Sigla para real estate investment trust, o REIT é um tipo de investimento de renda variável que faz parte do mercado financeiro americano. Ele foi criado na década de 1960 e, desde então, passou a atrair a atenção dos investidores com foco no segmento de imóveis.

Em relação ao funcionamento, os REITs são empresas que alocam a maior parte dos recursos em ativos imobiliários. Além disso, a maioria dos resultados deve ser obtida por meio dos aportes nesse setor.

Na prática, há três modalidades principais de REITs. São elas:

  • equity: investem prioritariamente em imóveis físicos e a geração de renda acontece, principalmente, por meio do aluguel;

  • mortgage: focam em títulos e recebíveis ligados ao mercado de imóveis;

  • hybrid: é a classificação que contempla REITs que misturam as duas estratégias anteriores.

Outro ponto importante quanto ao funcionamento é que os REITs devem distribuir, no mínimo, 90% do lucro tributável anual na forma de dividendos. Assim, eles preveem oportunidades de rendimento além da valorização dos ativos.

Quais são as diferenças entre REITs e FIIs?

Agora que você sabe o que são os REITs, é possível que tenha notado semelhanças em relação aos fundos de investimento imobiliário (FIIs) — que são veículos financeiros brasileiros. Por causa desses aspectos em comum, os REITs também são conhecidos como FIIs americanos.

Porém, vale notar que existem diferenças significativas entre eles. O primeiro ponto é que os FIIs estão disponíveis diretamente na B3, a bolsa de valores brasileira. Já os REITs fazem parte das bolsas norte-americanas.

Outro fator importante é a estrutura e a classificação dos investimentos. Os FIIs são fundos de investimento. Logo, eles têm os recursos movimentados por uma gestão profissional, com base na estratégia definida.

Os REITs, por sua vez, são empresas norte-americanas. Isso muda a estrutura do investimento e também permite a tomada de crédito e a realização de dívidas para acelerar os resultados — o que não é possível nos FIIs.

Ainda, há distinções quanto ao pagamento de dividendos. No caso dos REITs, como visto, a obrigatoriedade é de 90% sobre o lucro tributável nos EUA. Para os FIIs, a porcentagem mínima de distribuição é de 95% por semestre.

Quais as vantagens de investir dos REITs?

Depois de conhecer o que é um REIT, vale a pena entender se o investimento é interessante e vantajoso para a sua estratégia. Antes de tomar a decisão, vale considerar seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros.

Como ele está entre os investimentos de renda variável, costuma ser mais adequado para investidores arrojados e que têm foco no longo prazo. Se o investimento estiver alinhado às suas características, ele pode ser vantajoso, por exemplo, por oferecer exposição ao outro mercado.

Essa é uma forma de participar do desempenho do setor imobiliário norte-americano. Como o setor está em expansão, investir em REITs pode ajudá-lo a ganhar com o segmento, embora não haja garantias de retorno.

Ademais, o aporte permite diversificar sua carteira, que deixa de estar limitada às condições do cenário nacional. Como consequência, é possível diluir parte dos riscos do portfólio.

Outro ponto para considerar é a dolarização da carteira. Com esse investimento, você faz com que parte do seu patrimônio tenha exposição cambial. Assim, é possível se proteger de um avanço do dólar, por exemplo.

Como investir em REITs?

Como você viu, os REITs são oportunidades para quem deseja investir no mercado imobiliário dos EUA, o que pode trazer vantagens. Se eles fizerem sentido para a sua carteira, é preciso saber como realizar o investimento.

A seguir, veja como um investidor brasileiro pode acessar os REITs!

Investimento direto

Uma das possibilidades contempla o investimento direto em REITs. Para isso, é necessário abrir conta em uma instituição financeira dos Estados Unidos para estar habilitado a investir nas bolsas de valores do país.

Também será preciso converter o montante em dólares e considerar as taxas que a operação pode gerar — como o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF).

ETFs

Apesar de o investimento direto em REITs ser uma possibilidade, vale conhecer outras possibilidades. Como você viu, a alternativa envolve mais burocracia e reduz a sua capacidade de investimento devido às taxas aplicadas na conversão cambial.

Por isso, uma das possibilidades consiste em investir em ETFs (exchange traded funds), ou fundos de índice. Eles são fundos de investimentos cuja estratégia é replicar a carteira teórica de um indicador de referência.

Se o índice for composto por REITs, então o ETF refletirá os resultados desse tipo de investimento. Ainda, como as cotas do fundo são negociadas na B3, o aporte é feito diretamente no Brasil. Uma das possibilidades é o ALUG11, que replica um índice de REITs.

Fundos internacionais

Outra oportunidade para investir em REITs envolve os fundos internacionais. Trata-se de fundos de investimento que têm como foco o aporte em ativos do exterior. Entre as estratégias, há como encontrar um fundo que priorize os REITs, por exemplo.

Na prática, os aportes são feitos por meio de uma gestão profissional, com base na estratégia definida. O investimento também é feito no Brasil. Porém, esses fundos são negociados na plataforma de investimentos da sua instituição financeira.

Independentemente da modalidade escolhida para se expor aos REITs, é possível consolidar todos os seus investimentos em um só lugar. Por meio do Kinvo, você tem visibilidade sobre todos os aportes feitos e os resultados de cada investimento, auxiliando o gerenciamento do portfólio.

Neste artigo, você descobriu o que são os REITs, como eles funcionam e como podem favorecer sua carteira. Ao entender como investir nesses ativos, você pode analisar se a alternativa é adequada à sua estratégia e identificar a melhor forma de realizar o aporte.

Gostou dessas informações? Se quiser ajuda para consolidar seus investimentos, conheça o Kinvo Premium!

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar