Kinvo Artigos

Taxa de administração em fundos: como ela pode impactar seus investimentos?

Compartilhe essa publicação

O fundo de investimento é um veículo que funciona na forma de condomínio financeiro. Nesse caso, os investidores adquirem cotas e o dinheiro é movimentado por um gestor profissional. Para viabilizar o trabalho dos envolvidos nesse processo, há a incidência da taxa de administração.

Essa é uma cobrança presente em fundos de diferentes tipos e que pode ter valores distintos. No entanto, em todos os casos há um ponto em comum: o efeito que a taxa causa no rendimento líquido que pode ser obtido com o investimento.

Para entender o que é e quais os possíveis efeitos da taxa de administração na sua rentabilidade, continue a leitura!

 

O que é a taxa de administração dos fundos de investimento?

A taxa de administração é uma cobrança realizada pelo responsável por administrar determinado fundo de investimento. Ela tem como principal objetivo cobrir os gastos com a administração, com a gestão e com demais etapas necessárias ao funcionamento do veículo financeiro.

Isso significa que a taxa de administração representa o meio de remuneração dos responsáveis pelas tarefas operacionais e burocráticas do fundo. Assim, ela tem papel de viabilizar o pagamento aos profissionais envolvidos no funcionamento dessa modalidade de investimento.

 

Como ela é cobrada?

Além de conhecer o conceito de taxa de administração, vale a pena saber que ela é cobrada de maneira percentual. Portanto, o valor não é fixo — e o montante a ser pago depende das quantias movimentadas.

Ademais, a taxa é incidente sobre todo o valor investido, independentemente do rendimento. Então, se um fundo tem uma taxa de 2%, por exemplo, haverá a cobrança dessa porcentagem sobre o investimento realizado por cada cotista do veículo financeiro.

O pagamento ocorre mensalmente e o valor é descontado de maneira automática. Logo, o total de cotas apresentado já aparece com o desconto da taxa de administração.

 

Qual a relação da taxa de administração com a rentabilidade dos fundos?

Como a taxa de administração é cobrada sobre o valor que você investe, ela interfere diretamente na sua capacidade de obter ganhos. Afinal, esses descontos acontecem todo mês — e não apenas no momento do resgate, por exemplo.

Como consequência, parte dos seus recursos que poderia render ao longo do tempo é descontada previamente. Considerando que o impacto dos juros compostos é maior no longo prazo, a tendência é que a perda de rentabilidade líquida também seja maior em períodos estendidos.

Para entender melhor, vale analisar um gráfico que simula o retorno obtido do mesmo montante em fundos com rendimento equiparado. A diferença entre eles é a taxa de administração:

  • o fundo A tem taxa de administração zerada;
  • o fundo B tem 1,75% de taxa;
  • o fundo C tem 3% de taxa.

Ao observar o gráfico, você nota que a perda é menor em um primeiro momento, logo após o investimento. Porém, com o passar do tempo os efeitos das taxas são cumulativos.

Entre esses veículos, o fundo A é o que tem maior retorno líquido, enquanto o fundo B tem o segundo melhor retorno. Já o fundo C é o que tem menos ganhos acumulados, devido ao impacto da taxa de administração.

 

Quais são outros custos que devem ser analisados ao investir em um fundo?

Embora a taxa de administração seja especialmente importante, ela não é a única cobrança que ocorre nos fundos de investimento. Dependendo do tipo de fundo, existem outras taxas que também merecem atenção.

Descubra quais são!

Taxa de performance

A taxa de performance consiste em um valor cobrado sobre o rendimento que ultrapassa um benchmark de referência. Pense, por exemplo, em um fundo de ações que tem o Ibovespa como referência.

Se o fundo render acima do Ibovespa em determinado período, a taxa de performance incide sobre esse rendimento que foi obtido além da média. Logo, ela não é cobrada sobre o restante do retorno.

Taxa de entrada

Já a taxa de entrada ou de ingresso é um montante que pode ser cobrado no momento que você investe no fundo. Então a taxa incide sobre o montante aportado quando você compra as cotas.

Na prática, significa que o investidor só consegue comprar menos cotas do que o desejado. Se a taxa de ingresso for de 2%, por exemplo, e você comprar 100 cotas, na verdade terá somente 98 cotas.

Taxa de saída

A taxa de saída, por sua vez, é o oposto da taxa de ingresso. Ela corresponde à cobrança ocorrida no momento em que você solicita o resgate ou vende as cotas do fundo.

Isso também faz com que você tenha menos dinheiro ao final do processo. Vale notar que ela pode ser cobrada em todas as saídas ou apenas nas que ocorrem de modo antecipado.

Tributação

A tributação de fundos de investimento não depende do administrador, do gestor ou da instituição financeira. Porém, pode afetar a rentabilidade e, portanto, deve ser considerada ao investir.

O principal tributo é o Imposto de Renda, que costuma ser cobrado na venda de cotas com ganho de capital ou no resgate com rendimento. Logo, se você vender a sua participação por um preço maior que o de compra ou resgatar com retorno positivo, o imposto incidirá sobre o montante.

A alíquota de IR cobrada pode variar bastante, a depender do tipo de fundo. Em alguns deles há um percentual fixo, enquanto outros seguem a tabela regressiva, por exemplo. Ademais, as formas de pagamento também são variadas de acordo com a categoria do fundo de investimento.

 

Como diminuir o impacto da taxa de administração?

Como você viu, a taxa de administração de um fundo pode afetar o quanto se obtém de retorno, no momento do resgate. Embora nem sempre seja viável eliminar totalmente o impacto, é possível mitigá-lo.

Para tanto, o ideal é pesquisar os fundos de maneira completa e comparar as opções. Assim, você pode escolher uma modalidade financeira que ofereça melhor custo-benefício. Mas atenção: nem sempre é melhor selecionar o fundo com a taxa mais baixa.

É preciso analisar seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros, além do potencial do fundo. Assim, após filtrar as alternativas com base nessas informações, você pode selecionar a opção que cause menos impactos no seu retorno líquido.

Com essas informações, você aprendeu que a taxa de administração dos fundos de investimento pode impactar diretamente o rendimento dos investimentos. Por isso, é essencial estar atento a essa cobrança e pesquisar os valores entre as opções do mercado.

Gostou de conferir essas informações? Se quiser investir nesses veículos, conheça os fundos de investimento do BTG Pactual digital!

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar