Kinvo Artigos

Cartão de crédito como investimento: é possível?

cartão como investimento é possível?

Compartilhe essa publicação

Muitas pessoas utilizam o cartão de crédito como um investimento, mas será que vale a pena? É sobre isso que vamos conversar em nosso artigo de hoje.

O cartão de crédito é um dos métodos de pagamentos mais utilizados no Brasil. Segundo a Associação Brasileira das Empresas de Cartões de Crédito e Serviços (Abecs), os brasileiros realizaram 14,7 bilhões de transações com o cartão de crédito, totalizando R$ 1,6 trilhão em 2021.

Entretanto, a popularidade do cartão de crédito não é suficiente para afastar sua “má fama” no quesito saúde financeira. Como prova disso, em nosso dia a dia, não faltam relatos sobre maus hábitos relacionados à sua utilização.

Quem nunca escutou que um amigo que fez mau uso do cartão e comprometeu todo o salário? Ou ouviu que alguém usou o cartão como se não houvesse fatura no mês seguinte?

Para contrapor a ideia que o cartão de crédito é um “inimigo” do investidor trouxemos aqui outra perspectiva sobre a sua utilização: o cartão de crédito como investimento.

Antes de mais nada, você não leu errado. Com a utilização consciente, o tão polêmico cartão pode ser um excelente aliado do investidor.

Veja porque o cartão pode ser um aliado através dos tópicos* a seguir:

  • O comportamento do investidor;

  • Como utilizar o cartão para investir no futuro;

  • Cartão x Gestão de Pontos;

  • Cartão e otimização de tributos;

  • Como viajar melhor com cartões de crédito;

Cartão de crédito como investimento

O comportamento do investidor

Como qualquer atividade financeira, o uso saudável do crédito depende mais da habilidade do investidor do que do cartão em si – o que quer dizer que o cartão é apenas uma ferramenta.

Isso traz algumas reflexões importantes:

  • Você consegue controlar o quanto ganha e o quanto gasta?

  • Você sabe quanto do seu consumo do cartão é direcionado para itens essenciais e itens supérfluos?

Respondendo “não”, encerre a leitura por aqui e só retorne quando estiver com o seu custo de vida devidamente mensurado.

Esse artigo é ideal para quem já possui consciência de ganhos x gastos e da distribuição de itens supérfluos x itens essenciais no consumo do cartão de crédito.

Como utilizar o cartão de crédito para investir no futuro

Definitivamente, cashbacks são uma “mão na roda” para economizar dinheiro no dia a dia e hoje eles se tornaram ainda mais interessantes para a pessoa que investe. Os cashbacks deixaram de apenas economizar e passaram a oferecer a opção de investir.

Nesse sentido, um bom exemplo dessa categoria é o Invest+ disponível nos cartões de crédito BTG Pactual, onde você pode optar pelo cashback ou escolher entre os programas de pontos. Ao aderir ao Invest+, é possível transformar parte do valor das compras do cartão de crédito em cashback para um fundo de investimento à sua escolha:

  • Renda fixa;

  • ESG;

  • Bitcoin;

Já pensou no seu cashback rendendo muito mais? Sua carteira agradece.

Cartão x Gestão de Pontos

Pontos podem ser benefícios vantajosos na utilização dos cartões de crédito. A lógica é simples: o cartão converte seu consumo em pontos e você converte seus pontos em benefícios como viagens, utensílios domésticos, eletroportáteis, entre outros.

No entanto, o ponto de atenção fica por conta da pulverização. Geralmente, costumamos participar de mais de um programa de pontos, atingimos determinado montante, mas nem sempre acumulamos o suficiente para resgatar os produtos que desejamos.

Isso pode ser amenizado com a gestão de pontos. Com o BTG Pactual Black1, é possível converter parte do consumo do cartão para o parceiro da sua escolha, facilitando o acúmulo de pontos no programa desejado:

  • Esfera;

  • Dotz;

  • Livelo.

Você escolhe para onde quer direcionar seus pontos e como deseja trocá-los.

Cartão e otimização de tributos

O IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) é um imposto federal. Ele incide sobre alguns tipos de transações em nosso cotidiano como a troca de dinheiro em casas de câmbio, compras internacionais no cartão de crédito, entre outros.

Em um cartão de crédito comum, a taxa de IOF é de 6,38% sobre o valor da compra internacional. Com o IOF Especial do cartão BTG Pactual Black1, você recebe o cashback de 5,28% da taxa , ou seja, você paga apenas 1,1% de IOF.

Isso porque o IOF Especial cobre a diferença de custo do IOF entre trocar dinheiro em casas de câmbio e usar o cartão de crédito no exterior. O valor máximo a ser creditado pelo benefício é de R$ 10.000 por mês. Veja o exemplo a seguir:

  • Em uma compra internacional de R$ 10 mil, você paga 1,1% de IOF, o que resulta em um total de R$ 10.110;

  • Com um cartão de crédito comum, o IOF é de 6,38%. Neste caso, o valor total da compra será de R$ 10.638;

  • Com o IOF Especial, a sua despesa também será de R$ 10.638,00, no entanto, o BTG te devolverá R$ 528 (5,28%), o que iguala o valor pago com o dinheiro em espécie.

Como viajar melhor com cartões de crédito

Experiências são excelentes investimentos e viagens são ótimas experiências. Com o cartão de crédito BTG Pactual Black1, é possível ganhar quatro acessos gratuitos a mais de 1.000 Salas VIP Lounge Key.

O mais interessante é que esse benefício é válido para qualquer companhia área ou tipo de passagem.

Conclusão

Apesar de serem comumente atrelados ao “desequilíbrio financeiro”, cartões de crédito podem, sim, funcionar como excelentes aliados do investidor, desde que seu uso seja equilibrado e consciente.

Quem utiliza BTG Pactual Black1 pode converter o consumo do cartão de crédito nos investimentos citados aqui e muito mais. E o melhor é que a partir de R$ 30.000 investidos você não paga anuidade2 do cartão. Solicite o seu.

1 Os investimentos citados aqui não são sugestões de compra. A solicitação do cartão BTG Pactual Black está sujeita a análise de crédito e elegibilidade. Todas as ofertas podem ser modificadas sem prévio aviso. Os programas de fidelidade e os benefícios serão cobrados adicionalmente.

2 Confira aqui as condições completas de mensalidades e isenções.

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar