Kinvo Artigos

Desafios de Joe Biden? Você precisa entender quais são eles

Os-principais-desafios-de-Joe-Biden

Compartilhe essa publicação

Conheça os principais desafios de Joe Biden

O desafios de Joe Biden, o novo presidente dos EUA, estão mais do que presentes já que sua eleição se deu em um momento complexo da história americana e mundial.

O país é tomado por uma polaridade inédita entre democratas e republicanos, com ânimos bastante acirrados em grande parte pelo comportamento do atual presidente, Donald Trump. Fora isso, o país – que foi o mais afetado pela pandemia da Covid-19 – está patinando para retomar seu crescimento econômico de maneira sustentável e possui atualmente rusgas com uma grande quantidade de países devido às atitudes de Trump.

Dessa maneira, segue uma lista de pontos importantes em relação ao país e ao mundo que Biden deverá priorizar em seu mandato:

 

 1. Os desafios de Joe Biden no Combate à Covid-19

Com o maior número de infectados no planeta, o desafio para Biden conter uma segunda onda sem afetar a economia não será dos mais simples. Os EUA voltaram a apresentar mais de 100 mil novos casos por dia, o que pode levar o país a adotar novamente o sistema de lockdown em várias regiões. Para isso, o tão esperado novo pacote de estímulos deverá ser brevemente discutido assim que ele assumir a presidência.

 

2. Acordo de Paris

Antes mesmo de ser eleito, Biden já havia anunciado que o país retornaria ao Acordo caso ele se tornasse o presidente. Com o objetivo de conter o aumento do aquecimento global, o Acordo foi assinado em 2015. Em 2017, Trump anunciou a intenção de o país deixar o Acordo por não concordar com os termos impostos aos EUA. E em 2019, foi oficializada a saída do país.

Com uma preocupação ambiental muito forte, Biden deverá defender uma agenda incisiva nesse campo, o que pode afetar muitas empresas que não tenham uma atuação ecologicamente sustentável. Assim, é bom ficar de olho em empresas que exportam produtos para os EUA.

 

3. Relações e Guerra Comercial com a China

Apesar do possível tom mais pacificador de Biden, a relação entre EUA e China não deverá mudar muito. Tanto republicanos como democratas têm o pensamento parecido em relação aos chineses. O que pode mudar é uma atuação um pouco menos agressiva e mais política de Biden em relação aos chineses, mas as disputas comerciais e tecnológicas devem seguir neste primeiro mandato do presidente democrata.

 

4. Relação com o Brasil envolve os desafios de Joe Biden

Está longe de ser a primeira preocupação de Binden a relação entre EUA e Brasil, já que ele possui problemas muito mais importantes para resolver no curto prazo. No entanto, já fica claro que a lealdade até agora mostrada pelo presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, a Donald Trump pode dificultar o início de um novo diálogo entre os dois países.

A prova disso é a sinalização do Partido Democrata que pretende trocar o embaixador americano no país. Com a soma disso e da  pressão feita por Biden sobre as questões ambientais no Brasil, com destaque para a Amazônia, é possível que sanções sejam aplicadas ao país.

Dessa maneira, é importante acompanhar o desenrolar de possíveis negociações. Com a desculpa ambiental, é possível que exportar para os EUA se torne mais caro e difícil para o Brasil. Tudo pode ser um protecionismo disfarçado de preocupação autêntica.

 

Você também pode se interessar por:


Ainda não é usuário Kinvo? Cria agora sua conta e dê um passo à frente em relação aos seus investimentos.

Fique sempre atualizado.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo sobre o
mercado financeiro todos os dias.

    Você também vai gostar